Introversão ou extroversão, respeite o seu jeito.

A teoria do traço da extraversão-introversão é uma dimensão central das teorias humanas da personalidade. Os termos “introversão” e “extraversão” foram popularizados por Carl Jung, embora ambos o entendimento popular e o uso psicológico diferem de sua intenção original. A extraversão tende a manifestar-se em comportamento extrovertido, falante e energético, enquanto que a introversão se manifesta em comportamentos mais reservados e solitários.

A extraversão e a introversão são tipicamente vistos como um único continuum. Assim, ser mais de um modo necessita ser menos no outro. Carl Jung e os desenvolvedores do Indicador do Tipo Myers-Briggs fornecem uma perspectiva diferente e sugerem que todos têm um lado extrovertido e um lado introvertido, sendo um mais dominante do que o outro. Em vez de se concentrar no comportamento interpessoal, Jung definiu a introversão como uma “atitude-tipo caracterizada pela orientação na vida através de conteúdos psíquicos subjetivos” (foco na atividade psíquica interna) e a extraversão como “um tipo de atitude caracterizada pela concentração de interesse no objeto externo “(o mundo exterior). Fonte: Wikipédia

Nossa sociedade valoriza muito a pessoa extrovertida e muitas vezes aquela que tem o temperamento introvertido, se sente inadequada e, portanto, força a sua situação interior, praticando a extroversão.

Como sempre falo a respeito do auto respeito e autovalorização, ninguém ganha absolutamente nada com qualquer tipo de situação forçada, na verdade, isto gera um grande transtorno e um grande mal. Não conseguimos sustentar um comportamento que não é nosso por muito tempo, isto sempre irá gerar alguma dor física, emocional ou psicológica. Convido você aqui neste artigo a fazer uma autoanálise de como se sente melhor e com isto ser mais verdadeira com você. Se não se sente bem indo para alguma festa, ou ficando no meio de um grupo com várias pessoas conversando sobre futilidades, porquê se forçar?

Faça o que gosta independente do que os outros vão pensar a respeito, pratique a sua autenticidade. Quer retomar o seu poder de volta? O caminho é este, praticar o que gosta.

É introvertida? Seja introvertida.

É extrovertida? Seja extrovertida.

Quebre as regras e os padrões, que são ditos como os certos. Os extrovertidos possuem características positivas e os introvertidos também. Está na hora de mudarmos as velhas crenças, que o bom é ser extrovertido, ser amigo de todos, falante e tudo o que geralmente os extrovertidos fazem.

Bom é o que faz bem para cada um em sua própria individualidade.

Bibliografia sugerida: Gratidão um estilo de vida (Louise Hay). A magia (Rhonda Byrne). Praticando o poder do agora. (Eckhart Tolle). Um novo mundo. O despertar de uma nova consciência. (Eckhart Tolle).

Até o próximo artigo!

Um forte abraço.

Adriana Mantana

Coach de Mulheres & Terapeuta ThetaHealer® articulista do Jornal Diário da Manhã e Colunista da Revista Coach Me.

Deixe o seu email e receba as nossas últimas NOVIDADES!!

Responsive image

Adriana Mantana


Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *