Está com medo de amar?
Está com medo do amor?
A melhor forma de autoconhecimento é se relacionar com o outro.
O relacionamento afetivo, nos desafia o tempo todo, pois ele nos mostra como somos na essência.
A dor e a dificuldade que precisamos olhar e que fugimos. Exemplo: Qual a razão do ciúme? Qual a razão da carência? Por quê desejar viver a vida do outro? Por quê privar o outro da presença dos amigos e família?
Independente do outro, este trabalho é interno e solitário, você com você. A dor que te incomoda é a sua cura.


Leia Mais

O passado é uma parte do tempo e refere-se a todo e qualquer acontecimento em período de tempo anterior ao presente, sendo objeto da história, que identifica e classifica os eventos verificados (Wikipédia).
O passado mal resolvido, traz uma série de situações para o presente atual de qualquer pessoa, pois como caminhar se existe um bloqueio, uma dificuldade ou circunstância ocorrida que não foi transposta?


Leia Mais

De acordo com os psicólogos israelenses Ayala Pines e Elliot Aronson, ciúme é "a reação complexa a uma ameaça perceptível a uma relação valiosa ou à sua qualidade.". Provoca o temor da perda e envolve sempre três ou mais pessoas, a pessoa que sente ciúmes - sujeito ativo do ciúme -, a pessoa de quem se sente ciúmes - sujeito analítico do ciúme - e a terceira que é o motivo dos ciúmes – (o que faz criar tumulto). Continue lendo...


Leia Mais

O medo é uma sensação que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. Pavor é a ênfase do medo. (Fonte: Wikipédia).
Medo é um estado emocional que surge em resposta a consciência perante uma situação de eventual perigo. A ideia de que algo ou alguma coisa possa ameaçar a segurança ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative, involuntariamente, uma série de compostos químicos que provocam reações que caracterizam o medo. (Fonte: Significados).


Leia Mais