Manual de instrução da mulher.

HowToUnderstandWomen

Por Adriana Mantana

Como seria o manual de instrução da mulher?

Seria no mínimo superinteressante, pense só saber como lidar com este turbilhão de emoções, pensamentos e sensações em um só livro, de preferência um manual daqueles de bolso rsrs.

Bom como este não é o caso, o que nos resta são as sensações e as emoções.

Afinal, todas nós sabemos quando não estamos bem, nisto não há dúvida.

Então meio caminho já está andado, pois sabemos como nos sentimos.

A coisa complica quando tentamos fugir; tipo fingir que não é com agente, lotar a agenda, ou comer como uma louca, brigar com todo mundo, chorar enfim tudo menos olhar para o que dói. Este manual de instrução serve para pararmos e estudar, em seguida ficar do nosso lado, não adianta pegar um chicote e se bater por não ser um ideal de mulher (não existe o ideal de mulher, só o real), somos o que somos, se aceite, se perdoe e se ame.

Corre-se na mídia digital e na boca de todos, que o manual da mulher tem umas 5 mil páginas e são atualizada de hora em hora. No fundo é bem isto mesmo, afinal as mulheres são cíclicas e assumimos coisas que nossas avós e bisavós não faziam.

Brigamos por direitos iguais e agora não sabemos como lidar com tantos direitos e obrigações.

Isto se acumulou de tal forma, que não temos mais tempo para sentir, olhar a lua, a natureza, ou simplesmente tomar um banho e se conectar com o nosso interior (coisas tipicamente da natureza feminina, energia ying).

Agora volto no inicio do artigo, se não temos mais tempo para sentir, perceber as sensações como saberemos lidar com a dor, com a insatisfação?

Tudo isto vem bater na porta, através de insônias, doenças, tristezas e depressões sem fim.

Fora a carência que sentimos.

Quando estiver assim, pare tudo o que está fazendo e respire, tome uma água e tenha consciência que não adianta prosseguir se obrigando, enfiando tudo goela abaixo, isto é uma grande violência com você e com todas as memórias das mulheres que pisaram nesta terra.

Se for para viver, vamos viver com mais plenitude. Não adianta ficar no automático, somos racionais, mas também emocionais.

Nunca seremos lineares como os homens e se tentarmos violentar a nossa natureza, traremos muito dor, solidão e insatisfação para a nossa vida.

Não jogue a culpa em ninguém, nossa vida nós que desenhamos e esculpimos, minuto a minuto.

Reserve um tempo do seu dia para se estudar (15 minutos), pratique a meditação, hoje existem vários vídeos no YouTube, ensinando a meditar. Não se conforme com o que incomoda, não espere uma fatalidade para finalmente parar e se dar atenção, faça isto sem esta pressão.

Cuide de você e se olhe com amor.

Seja você melhor para si mesma.

Abraços de luz.

Fique bem!

Deixe o seu email e receba as nossas últimas NOVIDADES!!

Responsive image

Adriana Mantana


Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *