Caminhando nas incertezas…

ponto-de-encontro-101

 

Por Adriana Mantana

Só sabemos realmente se o capitão é bom em mares turbulentos.

É fácil ter paz, equilíbrio, serenidade e amor em momentos de calmaria, complexo mesmo é quando as coisas não vão como gostaríamos que fossem daí surge certo desespero, uma intranquilidade na alma e em alguns casos muita ansiedade.

Mas o que fazer quando as coisas não vão bem? Chorar? Se lamentar? Praticar a negação?

Tudo isto pode acontecer é normal, a questão é que nada disso realmente resolve. Com isto só ganhamos mais problemas. Além disso, contar a situação para os outros, nos vitimizando, porque claro a “culpa” não é nossa, nunca, o culpado é o outro que nos maltrata, que não nos respeita. Este não é o melhor caminho.

Bom por medida de segurança, vamos começar a navegar nestas águas intranquilas, pois não adianta fugir, o melhor que fazemos nestas horas é enfrentar, olhar bem nos olhos da turbulência e dizer para ela, a partir de agora eu observo você.

Vamos por partes…

Contar nossos problemas para os outros não resolve, porque com certeza os outros vão dar aquela opinada básica, e se você tem projetos e sonhos, isto vai drenar sua força de vontade e você pode até te desanimar, e correrá o risco de ficar ainda mais angustiada do que antes, portanto evite contar seus problemas para os outros, passe por eles calada de preferência.

Imagine que você está em um barco agitado, muito turbulento e com muita chuva. O que você faz? Vai ficar dançando axé lá no meio? Claro que não, você provavelmente ficará em um canto, procurando ficar quieta, em “segurança” certo?

A mesma coisa acontece com a nossa vida, neste caso menos é mais, como assim Adriana? Vá para um canto com você, trate-se como trataria sua melhor amiga ou uma pessoa que ama muito. Converse consigo, se apoie, medite, faça silêncio, ouça o que o seu corpo tem a dizer para você. Escute seus pensamentos, mas não se identifique com eles, só observe. Aceite o fato que a sua vida está turbulenta, mas não se torne vítima da situação.

Assuma a responsabilidade por tudo em sua vida, não adianta viu, quanto mais coitada você se sentir, pior a situação fica então faça o contrário, seja autora, tudo que está na sua vida agora é um reflexo de como você está por dentro. Por isto é preciso coragem e não fugir para a reclamação. Enfrente a turbulência, diga para ela, EU SOU mais forte do que você, não aceito mais ficar refém da minha cabeça, com estas ações irá observar que fugir não resolve e que o aquilo que está fora de você (sua vida e as situações turbulentas), na verdade se originaram de como está por dentro. O seu trabalho agora é aprender a limpar o que precisa ser limpo, só assim a sua realidade, será conforme o que no fundo você deseja. Sairá desta situação mais forte e vacinada, pois saberá como lidar consigo em situações complexas. Não é o mundo que tem que mudar, nós que precisamos fazer esta mudança interior e aprender de uma forma definitiva a lidar melhor conosco em situações limite.

Deixe o seu email e receba as nossas últimas NOVIDADES!!

Responsive image

Adriana Mantana


Deixe seu comentário, dúvida ou sugestão

Campos obrigatórios são marcados com *